Pesquisar conteúdo do acervo do Instituto, você pode selecionar mais de uma opção para filtrar a página de resultado:

Categoria Década
















 

Entrada da exposição A exposição Fayga Ostrower, Doação, em cartaz no Solar do Barão, exibe um conjunto de obras da artista que pertencem à Fundação Cultural de Curitiba.

Também fazem parte da exposição algumas das 23 obras de Fayga doadas pela família Ostrower para o Museu da Gravura, em 2006.

Nilza Procopiak, curadora da exposição e Noni Ostrower Segundo a curadora Nilza Procopiak: As gravuras de Fayga (...) foram elaboradas (...) a partir da reunião dos aspectos artísticos- estéticos das duas grandes cepas da civilização: a ocidental e a oriental. A prova disso consiste em que sua obra foi muitas vezes comparada à arte oriental pela crítica, sem contestação por parte da artista, que tinha, não há dúvida, na gravura japonesa e na escrita chinesa algumas de suas fontes.

Em 17 de abril, dia da inauguração da exposição, aconteceu a Hora da Prosa. Noni Ostrower falou sobre o Instituto Fayga Ostrower e seu acervo, e Uiara Bartira contou sobre como Fayga e outros artistas contribuíram para a criação da Casa da Gravura, que deu origem ao atual Museu da Gravura.